Chat

8 de mar de 2014

Tetsuo: o homem de ferro


Salve amantes do cinema e dramas orientais em geral! Faz um bom tempo que não posto nada aqui no blog (não por falta de vontade) e isso ocasionou um acumulo de filmes sobre os quais eu quero muito escrever e compartilhar aqui com vocês. E pra marcar esse retorno escolhi um clássico do horror japonês. Vencedor do prêmio de melhor filme do Fantafestival em 1989, do prêmio do público de melhor filme no Sweden Fantastic Film Festival em 1998 e atualmente considerado um cult movie, apresentarei um pouco das minhas percepções sobre o bizarro e frenético Tetsuo: o homem de ferro (1989) de Shinya Tsukamoto.


Possivelmente influenciado por diretores como David Cronenberg e David Lynch, Tsukamoto possui seu próprio modo de transitar entre o horror gore e a ficção científica, e ele vai ao extremo com uma narrativa e estética frenéticas. Tetsuo é classificado como um ícone do cyberpunk, um estilo de ficção científica nos quais as histórias mesclam alta tecnologia, cibernética e questões humanas e sociais, como o rápido desenvolvimento tecnológico, a marginalidade social, os liminares entre máquinas e seres humanos, etc.   

O enredo do filme é simples, embora o estilo narrativo rápido e a montagem não convencional facilmente nos deixam  confusos. A história gira ao redor do processo de transformação de um homem (Tomorowo Taguchi) em um ser metálico que nos lembra um amontoado de fios, brocas, tubos e solda. A grotesca mutação se desencadeia depois de um acidente no qual um homem misterioso, o “metal fetichista” (interpretado pelo próprio Shinya Tsukamoto), é atropelado. No seu decorrer, a obra faz referências à sexualidade e obsessão e também pode ser entendida como uma metáfora pra uma acelerada e desenfreada mecanização do mundo.   

Pontos Fortes: Se você simplesmente se interessa por filmes não convencionais, Tetsuo é uma boa pedida, mas, para além disso, é um ótimo filme experimental que rompe de forma gritante com padrões estéticos e narrativos recorrentes no modo de fazer cinema.  Outro elemento que merece destaque e atenção é toda a parte sonora, um show de sons industriais e barulhos agonizantes que combina com todo esse universo metálico e frenético criado por Tsukamoto.  

Pontos fracos: Se você não gosta de filmes “estranhos”, com misturas grotescas de terror gore e elementos do cyberpunk, ou se você gosta de terminar um filme com tudo muito bem esclarecido e explicadinho, existem boas chances de não gostar deste. O aspecto secundário da trama em detrimento da forma pode desagradar parte dos espectadores. O decorrer da história pode parecer confuso, mas penso que faz parte da escolha narrativa e o tipo de montagem proposta pelo diretor. De qualquer forma, vale a pena conferir.   

Onde Baixar: Tetsuo pode ser baixado por torrent no MKO (exclusivo para quem tem conta) ou ainda por link direto no Convergência Cinéfila.




Tetsuo ainda tem duas continuações, Tetsuo II: body hammer (1992) e Tetsuo: the bullet man (2009), espero comentá-las em breve.  
Bom filme e até mais pessoal!

4 comentários:

  1. Vamos eu e o Niel assistir esse filme assim que baixar. Adoro ficção ciêntifica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Jade, esse filme é muito louco! Depois me contem o que acharam :)

      Excluir
  2. Huuum parece interessante, não é meu tipo de filme, maas, sempre é bom conhecer coisas novas e assistir gêneros diferentes!
    Arigato Samuka!! Amei o post!

    ResponderExcluir
  3. Douitashimashite Linne-chan, espero que goste do filme! :)

    ResponderExcluir

Os comentários são moderados para evitar palavrões e ofensa ao próximo, não impeço comentários que apenas vai contra a opinião de outros mas sim aqueles que ofendem. De resto opine a vontade sobre a postagem a produção ou ator em questão.

Imagens no Tumblr

Google+ Seguidores